Resenha #25 O LADO FEIO DO AMOR

BlogLido_Instagram (25)

Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo… apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.

O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

Logo no começo do relacionamento dos dois, eu já sabia que não iria dar certo. E o que rolava entre eles era mais que uma atração, era querer ficar junto, uma paixão que foi se transformando em admiração. O problema é que quando aquilo começou a ficar insustentável, Miles não soube administrar e acabou se excedendo.

Tate, normal como qualquer mulher, achava que lá no fundo iria conseguir driblar o que impedia Miles de se relacionar com e ela e se deixou levar pelo sentimento que só ela nutria.

Mas Miles não podia corresponder o que ela sentia por ele. Às vezes precisamos dar dois passos para trás para poder seguir em frente e era isso que ele tinha que fazer. Resolver e afastar os fantasmas do passado dele e foi preciso que Ian, o melhor amigo dele o abrisse os olhos. É muito complicado lidar com tragédias nas nossas vidas. Cada um tem um jeito de enfrentar e não cabe a nós decidirmos pelo outro e dar sequencia naquilo que não podemos prever. Miles sofreu muito e quando terminei o livro, me coloquei no lugar dele e nem imagino o que eu faria naquela situação.

Concluindo: A forma como ela se entregou e se humilhou para ficar com ele me deixou bastante comovida. Até que ponto é valido se entregar por amor e fazer loucuras para ficar com uma pessoa? Aí te pergunto: Quem nunca? Este foi um livro bastante interessante. Sua leitura é muito fluída e li super rapidinho. Foi a minha primeira experiência com a autora, Colleen Hoover e fiquei bem contente com a forma de escrita dela. Simples e objetiva. Consegui me emocionar bastante com o sofrimento do protagonista e a angustia que ele sente ao se deparar novamente com a mesma situação do passado. Tate é uma mulher forte e adorei a postura dela diante dos fatos. Ganhou meu coração este livro tão simples com uma história tão intensa.

Editora Galera Record, 334 páginas

    Quem sou eu...

    Mary Ellen

    "O conhecimento é algo que ninguém pode tirar de você" É isso que eu busco nos livros. Viajar sem sair do lugar, sofrer, sorrir e sonhar. São coisas que você pode fazer ao mesmo tempo, e que você só encontra nos livros. Mãe, esposa, amiga e sonhadora!

    Leia mais...

    Facebook


    Instagram

    Skoob