Resenha #94 Entre Quatro Paredes
Autor: B. A Paris
Editora: Record
Páginas: 266 páginas
Classificação: 5/5 estrelas
Compre aqui: https://goo.gl/Vicfs9 / Livraria ObaU Livros e Presentes

 O casamento perfeito ou a mentira perfeita

Grace é a esposa perfeita.

Ela abriu mão do emprego para se dedicar ao marido e à casa. Agora prepara jantares maravilhosos, cuida do jardim, costura e pinta quadros fantásticos. Grace mal tem tempo de sentir falta de sua antiga vida.

Ela é casada com Jack, o marido perfeito.

Ele é um advogado especializado em casos de mulheres vítimas de violência e nunca perdeu uma ação no tribunal. Rico, charmoso e bonito, todos se perguntavam por que havia demorado tanto a se casar.

Os dois formam um casal perfeito.

Eles estão sempre juntos. Grace não comparece a um almoço sem que Jack a acompanhe. Também não tem celular, que ela diz ser uma perda de tempo. E seu e-mail é compartilhado com Jack, afinal, os dois não guardam segredos um do outro. Parece ser o casamento perfeito.

Mas por que Grace não abre a porta quando a campainha toca e não atende o telefone de casa?

E por que há grades na janela do seu quarto?

Às vezes o casamento perfeito é a mentira perfeita.

Eu gosto de livros de suspense, não é o meu gênero predileto, mas quando eles são bons, tem como não admitir?

Entre quatro paredes é um livro excelente para quem tá ali, à toa e resolve pegar algo rápido pra ler.

A narrativa deixa logo claro toda a sua trama e os objetivos de seu antagonista. Pra mim, esse é o ponto forte da história. Detesto livros que enrolam 200 páginas para enfim mostrar que é o bom e o mau. Lógico que dependendo do enredo é necessário, mas convenhamos que não é o que acontece na maioria dos thrillers que lemos.

Jack é muito perfeitinho e sabemos que isso não é normal em ninguém. Grace foi muito ingênua em ignorar estes sinais.

Aliás, Grace me deixou bastante nervosa, pois às vezes eu achava que as atitudes dela não eram o que eu esperava diante da situação que ela se encontrava, mas Jack era muito inteligente. Estava sempre a um passo a frente dela.

No entanto, sabemos que mais cedo ou mais tarde, aquela pessoa vai errar. E é nesse erro que Jack se perde.

Outro ponto importante que pra mim foi o ponto alto é a irmã da Grace, Millie.

Millie nasceu com síndrome de down e seus pais não a queriam, portanto Grace acaba assumindo a menina se tornando sua tutora. E não espere que ela seja um problema, muito pelo contrário.

Enfim, é um livro que reúne todos os elementos que eu espero nesse gênero. Me deixou tensa e teve um final satisfatório. Vale à pena dar uma chance pra ele.

 

 

    Quem sou eu...

    Mary Ellen

    "O conhecimento é algo que ninguém pode tirar de você" É isso que eu busco nos livros. Viajar sem sair do lugar, sofrer, sorrir e sonhar. São coisas que você pode fazer ao mesmo tempo, e que você só encontra nos livros. Mãe, esposa, amiga e sonhadora!

    Leia mais...

    Facebook


    Instagram

    Skoob