Resenha #96 O Perfume da Folha de Chá

 

Autor: Dinah Jefferies
Editora: Paralela
Páginas: 430 páginas
Classificação: 4/5 estrelas
Compre aqui: https://goo.gl/FAE7Lm / Livraria ObaU Livros e Presentes

Em 1925, a jovem Gwendolyn Hooper parte de navio da Escócia para se encontrar com seu marido, Laurence no exótico Ceilão, do outro lado do mundo. Recém-casados e apaixonados, eles são a definição do casal aristocrático perfeito: a bela dama britânica e o proprietário de uma das fazendas de chás mais prósperas do império.

Mas ao chegar à mansão na paradisíaca propriedade Hooper, nada é como Gwendolyn imaginava: os funcionários parecem rancorosos e calados, e os vizinhos, traiçoeiros. Seu marido, apesar de afetuoso, demonstra guardar segredos sombrios do passado e recusa-se a conversar sobre certos assuntos.

Ao descobrir que está grávida, a jovem sente-se feliz pela primeira vez desde que chegou ao Ceilão. Mas, no dia de dar à luz, algo inesperado se revela. Agora, é ela quem se vê obrigada a manter em sigilo algo terrível, sob o preço de ver sua família desfeita.

Quando terminei a leitura deste livro eu precisei de um tempo para definir o que tinha sentido por ele. Foi bem difícil, pois ele me tirou o sono.

Não é parecido com nada que já li até hoje. A começar pelo país onde a história se passa. Ceilão fica na Ásia e pela narrativa podemos mergulhar na cultura desse país tão diferente.

A trama já lhe é entregue logo nos primeiros capítulos e sofri junto a Gwen a dor que ela sentiu diante da decisão que ela teve que ter com extrema urgência.

Os personagens são todos essenciais ao contexto da história, porém, uma personagem que eu achei desnecessária foi a irmã do Laurence. O desfecho da personagem e a participação dela só serviram pra dar volume ao livro, se ela não estivesse lá, não teria feito diferença. Podem até discordar de mim, mas a achei chata e fútil pra história.

Durante a evolução, você sente que ela dá uma diminuída no ritmo o que deixa um pouco cansativo. Mas como tudo lhe é jogado no colo já nos primeiros capítulos, não vai conseguir desgrudar dele sem saber o que realmente aconteceu.

E o final só vem mesmo nas últimas páginas e lhe garanto: vai deixar seu coração destroçado, assim como ficou o meu. Você passa o livro todo achando uma coisa e vem a autora e te quebra no meio com a revelação. Se bem que, agora eu consigo refletir sobre tudo e vi que nos é dado durante a leitura dicas essenciais.

Não espere um final tradicional. Embora pareça, a dor que aquelas pessoas vão ter que superar – se é que há superação para aquilo – não nos deixa sair ilesos dele.

    Quem sou eu...

    Mary Ellen

    "O conhecimento é algo que ninguém pode tirar de você" É isso que eu busco nos livros. Viajar sem sair do lugar, sofrer, sorrir e sonhar. São coisas que você pode fazer ao mesmo tempo, e que você só encontra nos livros. Mãe, esposa, amiga e sonhadora!

    Leia mais...

    Facebook


    Instagram

    Skoob